Subscribe Now
Trending News
Sites porno

BangBros – O legado dos donos de Miami

BangBros é sem sombra de dúvidas o maior site porno que existe.  A marca foi responsável por  misturar o gênero amador e profissional em algo único. Além é claro, de apresentar muitas atrizes porno que hoje são figurinhas carimbadas na indústria.

Afinal, como o BangBros nasceu?

BangBros

O site foi criado em 2000 por Kristopher Hinson, um universitário (sempre eles!) da Universidade da Flórida, na calorosa Miami. Sabia que foi por causa do BangBros ter feito tanto sucesso que a Flórida é considerada hoje como o lar da pornografia nos Estados Unidos.

Bang faz alusão ao ato do sexo, enquanto Bros é abreviatura de Brothers (irmãos). No fim, BangBros significaria Irmãos da Foda no português abrasileirado. 

Em 2017, BangBros foi adquirido pela empresa WGCZ SRO, dona do Xvideos, que viria a se transformar em mais uma potência do porno ao lado do Pornhub.

Qual é o segredo do BangBros?

BangBros

Enquanto muitos sites exploraram roteiros e cenas mirabolantes, o BangBros optou pelo caminho do amador, ou seja, o realismo. Apesar de seus títulos ainda envolverem muitos fetiches e fantasias, o estúdio opta por não ficar na zona de conforto e vai direto ao ponto com o sexo hardcore ou o gonzo. Uma atrevida libertinagem de tirar o fôlego.

BangBus, o amadorismo no auge

BangBros

O primeiro, se não o mais grandioso acerto do BangBros, foi a van do BangBus. Com Dirty Sanchez na câmera, percorria Miami em buscas de mulheres maravilhosas reais (atrizes porno, no fim das contas). 

Na base da conversa dos atores e dinheiro, eles conseguiam fazer a mulherada viver muita sensação caliente. Olha, que mesmo após sua criação em 2001, o BangBus continua explodindo nas buscas dos sites porno gratuitos.

Culioneros

BangBros

Ao reconhecer o poder da marca, o Bangbros decidiu expandir seus horizontes em meados de 2010 e focou em produções para o mercado latino. Culioneros era a fórmula de sucesso do BangBros, com uma pitadinha do charme das latinas.

O lar das atrizes porno

BangBros é o estúdio que mais apresentou novas atrizes porno, foi através de suas produções que Angela White, Gianna Michaels e Ava Addams ganharam mais notoriedade na indústria.

Não podemos esquecer é claro da Mia Khalifa, o BangBros foi o único estúdio que gravou suas cenas.  Depois de se aposentar do cenário porno, a ex-atriz travaria uma guerra contra a indústria e seus métodos, o que muitos alegam ser hipocrisia de sua parte. 

Ela ainda fez questão de que suas cenas fossem deletadas, o que se tornou um bafafá em 2020. Mesmo após o ocorrido, Mia Khalifa ainda teria a audácia de comercializar os seus conteúdos porno em seu site pessoal. O BangBros ainda hoje briga na justiça por manter suas cenas.

Nem tudo é ouro

Em 2005, o BangBros foi processado pelo governo americano por violar as leis da FTC (Federal Trade Commission), todos os e-mails encaminhados aos usuários deveriam conter aviso de material +18 e sexualmente explícito, algo que a empresa ignorou totalmente. No fim, precisou pagar 650 mil dólares e ficar na maciota, pois até hoje o governo americano fica de olho em suas atividades suspeitas. 

De olho na mídia

Em 2019, o BangBros adquiriu o famoso PornWikiLeaks, o site era conhecido mundialmente por apresentar informações de atrizes e atores da indústria porno, quando eu digo informações, me refiro a dados sigilosos mesmo.  Com a posse do PornWikiLeaks, o BangBros fez questão de apagar todos os dados para proteger os funcionários da indústria.

Ainda em 2019, o BangBros quis comprar o ginásio do Miami Heat, time de basquete profissional, seu intuito era mudar o nome da arena para BangBros Center. O site até hoje espera na janela a resposta deles.

Seus perfis na rede

Suspire com as cenas do BangBros

Gostou do post? Conte nos comentários o que você deseja ver no Suspiro e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais: 

Deixe seu comentário

Posts relacionados