Subscribe Now
Trending News
Sexworkers

Tempestade: “A chama interna que grita sensualidade e fascínio”

Tempestade
Tempestade

Tempestade exalta um furacão estrondoso de emoções, pois ela vive no caminho dos sentimentos à flor da pele que respaldam com maestria a naturalidade e desejo. Não é a toa que seu conteúdo seja tão impactante.

Batemos um papo admirável sobre o jeito poderoso de ser uma sexworker nesse mundo que respira sexualidade.

Tempestade

Tempestade

Para começar nosso bate-papo, conte-me como surgiu a ideia de trabalhar com conteúdo adulto e quais foram os caminhos

Uma amiga próxima é camgirl há mais de um ano, então eu já tinha essa proximidade com o universo das sexworkers. Um dia, num grupo de magia do caos, uma moça fez um post pedindo dicas de feitiços para a prosperidade, visto que ela é GP e com a pandemia teve uma queda sensível no rendimento.

Nos comentários, uma moça sugeriu dela começar a trabalhar virtualmente e citou inclusive a experiência dela vendendo conteúdo na internet através de redes sociais e do Privacy. Eu fiquei curiosa e fui olhar os stories dela no Instagram onde ela explicava um pouco e a partir disso comecei a amadurecer a ideia.

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?

Absolutamente tudo mudou. Mas aliado as mudanças financeiras e profissionais que o trabalho como sw trouxe, eu tenho passado por muitas mudanças internas também. Mudanças essas que não necessariamente tem a ver com o trabalho, mas passam pela urgência de amadurecer e fazer escolhas.

O trabalho sexual é um campo muito livre e flexível repleto de oportunidades quando tratado da maneira correta e saudável e eu tenho buscado isso e acredito que tenho conseguido.

Tempestade
Tempestade

Como as ideias surgem na sua mente para criar seus conteúdos?

Meu processo criativo sempre foi muito intuitivo. Eu escrevo desde a infância e às vezes me arrisco a fazer umas rimas também kk, toda situação que requer minha criatividade se dá de uma forma quase que subconsciente.

Eu sempre gostei muito de arte (filmes, livros, pinturas, fotografia, colagens, etc) e toda minha bagagem de vida e de experiências influenciam nessas decisões intuitivas e quase que orgânicas. Exceto o meu primeiro pack explícito (o doce feitiço que não está mais a venda), toda a minha produção de conteúdo pronto (packs e vídeos avulsos) se deu de forma natural quando eu estava sentindo muito tesão e vontade de fazer aquilo.

Quais sensações de trabalhar com conteúdo adulto provocam em sua essência?

Muitas sensações. De um modo geral é muito positivo porque eu sempre gostei de ajudar as pessoas, de fazê-las se sentirem bem. Eu me conecto com os outros dessa forma, sou uma pessoa muito sensível sobre mim e sobre os outros. Quem compra comigo, principalmente os que compram serviços mais íntimos como sexting, personalizados e avaliações, sabem que eu tenho esse feeling de dizer e fazer a coisa certa no momento certo, entregando não só o que o cliente espera, mas aquilo que ele precisa também.

Claro que nem tudo são flores e esse continua sendo um trabalho imerso no sistema capitalista e os dias em que eu não tô bem refletem em como absorvo as coisas aqui, embora isso não seja um problema do trabalho sexual porque exploração, assédio moral, abuso de poder, desentendimentos e tantas outras coisas fazem parte do mundo do trabalho, esse mundo, como eu já disse, tá inserido no contexto capitalista que é um contexto de exploração.

Tempestade

O que é sensualidade para você?

Engraçado você perguntar isso porque eu sempre me questionei muito sobre. Eu sempre senti uma chama interna que gritava sensualidade, fascínio, mistério, sedução, mas eu nunca conseguia acessar ela por diversos motivos.

Foi com a minha entrada no mundo sw que eu finalmente me descobri e desabrochei essa mulher poderosa e doce que envolve e seduz quase como uma sereia kkkk. Ser sexy é muito mais sobre você se conhecer e aceitar do que sobre ter um corpo padrão. A sensualidade é a energia que você emana e o quanto é consciente dela.

O que lhe faz suspirar?

Difícil essa. Eu sou uma pessoa volátil. Sou de peixes e tal qual o arquétipo do meu signo, sou fluída como a água então depende muito do momento em que estou vivendo.

Atualmente, o que me faz suspirar são os dias de secos e ensolarados (vivo numa cidade muito úmida então dias assim são uma benção). Meditar me faz suspirar. Fumar maconha ouvindo uma boa música e depois comer uma boa larica me faz suspirar. Me alimentar saudavelmente me faz suspirar. Trabalhar com tesão me faz suspirar, ver que eu realmente me conectei com quem compra comigo me faz suspirar. Olhar para trás e enxergar todas as coisas que eu já construí me faz suspirar. Hoje é um bom dia.

Tempestade

O que desperta mais provocações em você, erotismo ou pornografia?

Para aquecer, o erotismo. Para pegar fogo, a pornografia.

Ser exibicionista e produzir conteúdo adulto pode ser considerado uma forma de arte para você?

Com toda certeza. Eu não tenho uma definição para a arte, mas penso que tudo que provoca sensações e conexão pode ser entendido como arte. Sexo é arte, se duvidar é a arte mais sublime de todas.

O que as pessoas podem encontrar em seu conteúdo?

Autenticidade, naturalidade, verdade. Eu mesma. Tudo o que eu faço, e isso não diz respeito só ao trabalho, preciso colocar muito de mim. Eu não consigo fazer nada sem me identificar com aquilo, sem enxergar sentido no que estou fazendo, então quando eu produzo meus conteúdos eles têm muito de mim e um lado bem íntimo meu onde moram os meus desejos e prazeres.

Aposto que você deve ter sofrido muitos preconceitos, como você lida com isso e o que acredita que precisa mudar?

Se eu contar que não sinto tanto preconceito assim, você acredita? Desde o início as pessoas que importam para mim sabem sobre o meu trabalho e apoiam ele, por isso mostro o rosto, não uso intermediário e tudo mais, não tenho nada a temer eu estou aqui 100% de corpo e alma.

Isso não quer dizer que eu já não tenha tido problemas com pessoas que não sabem lidar com mulheres bem resolvidas porque já tive, mas foram situações fora daqui, em espaços pessoais e não profissionais. Eu fiquei muito brava e irritada com essas situações porque foi algo muito invasivo e machista, mas depois de xingar todos os envolvidos e estabelecer os limites ficou tudo bem.

Tempestade

E como é sua vida fora do trabalho, você enfrenta muitos dilemas?

Meus dilemas fora do trabalho são de ordem interna e pessoal mesmo, nada que esteja diretamente ligada ao meu trabalho. Problemas e conflitos que todo ser humano tem. Eu comecei terapia há mais ou menos 1 mês atrás depois de uma crise depressiva-ansiosa com ideação suicida que durou 5 meses.

Tem sido um processo de cura muito difícil, você encarar seus traumas e perceber que todas as suas feridas ainda estão abertas é muito doloroso. Ontem mesmo eu tive uma crise bem forte e hoje estou aqui me sentindo grata por poder ter acesso ao autoconhecimento. O ser humano é um bicho esquisito.

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

Minha relação com meus seguidores é maravilhosa! Eu gosto muito de interagir e prezo por isso. Muitas vezes não consigo responder todo mundo, mas sempre procuro curtir os comentários de todos pra mostrar que li. Sinto que eles entendem muito bem como funciona minha energia e vão me acompanhando durante minhas oscilações. Tem dias que estou bem safada e quero só falar putaria e eles estão lá.

Mas tem dias que estou carente e afetiva e só quero um chamego virtual e eles também estão lá. Claro que as vezes alguns passam ou tentam passar dos limites, só que não acontece com tanta frequência e se acontece eu podo na hora.

Tempestade

O que você não suporta presenciar trabalhando nesse meio?

Tem muitas coisas que eu não gosto, mas as que são realmente insuportáveis são os perfis de menores de idade, os perfis fakes, os perfis abusivos/invasivos, os perfis que vazam nosso conteúdo. Para mim, esses são os reais problemas desse meio o resto fica a cargo da bússola moral de cada um.

O que gosta de fazer nas horas vagas?

Eu gosto de fazer muitas coisas, mas vou falar das que ando fazendo atualmente: fumar maconha e sair para caminhar é meu passatempo favorito nos últimos meses. Ter refeições saudáveis e nutritivas também (a alimentação é algo muito importante para mim).

Ouvir música, andar de skate, cuidar do meu cabelo e do meu corpo são coisas banais, mas que sinto prazer em fazer. Eu sou uma pessoa que preza muito pela espiritualidade, então estar em contato com meus orixás, guias e entidades que acompanham e zelam é algo importante pra mim também, assim como a meditação.

Uma música que transpira tesão em sua vida?

Que pergunta difícil meu deussss. Música é MUITO importante e necessária na minha vida então é impossível para mim escolher uma só para sempre, por isso vou falar uma que tem um valor sentimental muito grande, uma energia forte e que eu acho ridiculamente sexy, poderosa, misteriosa, fascinante. Ela é quase como um feitiço e acho que traduz muito de mim. A música se chama Human da Sevdaliza.

Qual é o caminho para conquistar você?

Sou uma mulher muito simples e talvez por isso seja difícil de se aproximar porque a gente tá tão acostumado a fazer altas produções sociais pra conhecer alguém né? A sinceridade, confiança, bom humor, inteligência, compatibilidade política, empatia e o apreço pela liberdade são essenciais e na minha concepção, características básicas e primordiais na relação de qualquer ser humano.

Tempestade

Qual dica você daria para alguém que pretende seguir ser sexworker?

É clichê pra caralho, mas seja você mesmo. Faça o que você gosta, o que te dá prazer, saiba dizer não e estabelecer limites. Tendo tudo isso vai ser só sucesso.

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Eu quero agradecer todo o carinho e suporte que recebi e recebo aqui. Tem dias que são muito, muito difíceis e nesses dias difíceis quando eu menos esperava pessoas aqui foram muito mais acolhedoras comigo do que quem convive e me conhece.

Eu sinto que posso ser quem eu sou nesse espaço e as pessoas se aproximam porque realmente se identificam comigo e não por segundas intenções ou suposições mirabolantes. Não há dinheiro no mundo que pague a sensação de estar em casa e eu me sinto em casa aqui e isso só acontece porque quem me acompanha me acolhe. Obrigada de verdade.

Gostou do post? Conte nos comentários o que você deseja ver no Suspiro e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais: 

Deixe seu comentário

Posts relacionados