Subscribe Now
Trending News
Sexworkers

Mariali: “Corpos nus são arte!”

Mariali

Mariali representa as sensações gostosas que queremos colocar para fora de maneira natural e irresistível. 

Batemos um papo descontraído, mas cheio de conteúdo sobre o universo das sexworkers.

Mariali

Mariali

Para começar nosso bate-papo, conte-me como surgiu a ideia de trabalhar com conteúdo adulto e quais foram os caminhos percorridos até o momento?

No meu caso foi por curiosidade/necessidade, eu estava desempregada, com contas para pagar, e meu seguro estava na penúltima parcela, até que eu fiquei sabendo através de uma pessoa bem próxima a mim sobre lives em um site “gringo”, fui ver como era, assisti as lives por 1 semana, e acabei criando uma conta, comecei a fazer meus “shows”. Após isso conheci o CameraHot e a Alicinha nasceu. Através dela que eu comecei a vender conteúdo personalizado e vídeos prontos.

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?

Muitas coisas mesmo, de começo minha autoestima, parece papo ensaiado, mas é verdade, começamos a nos ver com outros olhos, sabe? Liberdade de horários que para mim que sou mãe faz toda a diferença, ver a criação dele de perto. E por último, mas não menos importante, a descoberta pessoal, um lado sensual, gostos e até fetiches que eu desconhecia em mim.

Mariali

Mariali, como as ideias surgem na sua mente para criar seus conteúdos?

Eu sempre fui muito criativa, libriana, né bebê rs, brincadeiras à parte, eu amo produzir conteúdo com alguma temática, dou uma pesquisada no que está rolando no meio das criadoras, e é claro, no gosto dos meus assinantes.

Quais sensações de trabalhar com conteúdo adulto provocam em sua essência?

Um misto de sensações, que vai da valorização do meu eu, como mulher, conhecimento, tanto interpessoal quanto de outras pessoas, e realizações de alguns sonhos, que trabalhando como CLT seria um pouco difícil de se realizar.

Mariali

Mariali, o que é sensualidade para você?

Eu sempre digo, sensualidade nada tem a ver com sexualidade, isso vai além da pose, nudez, e sensualidade, é atitude, e não está presente só em nós mulheres.

O que lhe faz suspirar?

Gentileza, inteligência e simpatia.

Mariali

Mariali, o que desperta mais provocações em você, erotismo ou pornografia?

Erotismo com toda certeza!

Ser exibicionista e produzir conteúdo adulto pode ser considerado uma forma de arte para você?

Siiim, eu sempre amei pintura em tela das deusas retratadas nuas, na minha mente isso sempre esteve claro, e em todos os meus conteúdos têm “um quê” de arte, mesmo que seja na decoração, numa simples flor. Corpos nus são arte!

O que as pessoas podem encontrar em seu conteúdo?

Olha, meus conteúdos são bem diversificados, vão do caseiro, tipo dona de casa fazendo faxina, exibicionismo no Uber a fotos mais elaboradas com cenário e temática, fotos de ensaios profissionais.

Posto alguns erros de produção, porque os assinantes gostam e se divertem comigo, dá a sensação de intimismo, sabe? Além de alguns vídeos especiais voltados a fetiches, Podolatria é o meu preferido.

Mariali, Aposto que você deve ter sofrido muitos preconceitos, como você lida com isso e o que acredita que precisa mudar?

Olha, sofri mais preconceito dentro desse “mundo” do que fora, eu tento não ligar, mas infelizmente algumas vezes eu acabo levando para o pessoal, e sempre tenho pessoas maravilhosas aí meu redor, que me fazem lembrar do porquê eu estou aqui, do apoio de alguns familiares e o mais importante: quem julga não paga minhas contas.

E como é sua vida fora do trabalho, você enfrenta muitos dilemas?

Na verdade, não. Desde o início minha mãe soube, fiz questão de sentar com ela e conversar, mesmo não morando juntas. Contei para minhas irmãs, inclusive uma delas me acompanha nas redes e já foi comigo gravar um quadro que participei para um canal voltado a essa temática.

O dilema maior para mim é organizar meu tempo como profissional, criadora de conteúdo e os afazeres domésticos/maternos.

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

A melhor possível, alguns pouquíssimos, segue para olhar e criticar minha aparência, por não ser o “padrão” que eles pensam ser primordiais para uma criadora de conteúdo, mas em sua grande maioria são todos gentis, atenciosos, e eu procuro sempre retribuir esse carinho, mesmo que seja com uma mensagem de bom dia.

Um feliz aniversário ou para lembrá-los de se cuidar, se vacinar. Enfim, relação de cuidado e companheirismo.

O que você não suporta presenciar trabalhando nesse meio?

Preconceito, favoritismo e intriga. Somos todas SWs, seja camgirl, criadoras de conteúdo ou acompanhantes, todas trabalhamos com nossos corpos, estamos todas no mesmo barco.

O que gosta de fazer nas horas vagas?

Tem certeza de que vai me perguntar isso? Porque a lista é extensa, eu AMO a arte e áudio visual, então eu estou sempre, ouvindo música, vendo algum filme ou série, faço faxina em casa(é uma terapia, e ajuda a organizar meus pensamentos) amo jogar jogos online e cozinhar.

Antes da pandemia, eu ia ao parque, entrar em contato com a natureza, e ir à praia.

Fotógrafa: @xtahhx

Uma música que transpira tesão em sua vida?

Sou de fases, as que tem afloram esse lado são: Brasa da Jade Baraldo e ALL Night Long de Aretha Franklin.

Qual é o caminho para conquistar você?

Isso é algo fácil, porém, constante, eu amo a conquista, um bom papo, então a pessoa tem que no mínimo gostar de conversar, ser companheiro, leal e cheiroso, se for grisalho e barbado, meu coração bambeia, eu gosto muito de homem no estilo “ursao”.

Mas isso são características que me chamam a atenção de primeira, não necessariamente precisa ser assim.

Fotógrafa: @xtahhx

Qual dica você daria para alguém que pretende seguir seu caminho?

Paciência, estudo e paciência. Nem tudo são flores, você não vai ganhar rios de dinheiro como muitos prometem, não é um trabalho fácil, temos que lidar diariamente com preconceito, pessoas má intencionadas, vazamentos, e é claro a frustração de que nem todos os dias são ótimos e rentáveis.

Se você tem problema com exposição por algum motivo pessoal, não se exponha, não de dados pessoais como nome real, redes sociais pessoais, telefone, ou dados bancários, do mais, divirta-se, se jogue e bons ganhos.

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Isso não é algo fácil hein,rs, mas vamos lá, primeiramente quero agradecer a todos os meus pepitos que me acompanham nessa jornada por 4 anos, por todo o companheirismo, carinho e por todas as palavras de apoio, são por vocês que eu produzo, com tanto carinho e empenho, e aos leitores, espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho sobre mim, ficarei feliz em tê-los em minhas redes sociais, e nas minhas páginas pagas, fiquem bem e beijinhos

Gostou do post? Conte nos comentários o que você deseja ver no Suspiro, e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais: 

Deixe seu comentário

Posts relacionados