Subscribe Now
Trending News
Sexworkers

Duda Green: “Hoje eu amo meu corpo”

Duda Green

Duda Green é sintonia, aquele respiro do acaso que incorpora em nossos sentidos momentos que esquentam nossa espinha e explodem de gostosos e sensacionais prazeres. 

Carismática e surpreendente, batemos um papo sobre seus caminhos como sexworker, as transformações e o aprendizado que pretende carregar pelo resto da vida. 

Duda Green

Duda Green
Duda Green

Para começar a nossa conversa, conte-me como surgiu a ideia de trabalhar com conteúdo adulto e quais foram os caminhos que te levaram até onde está?

Acho que era algo que sempre existiu dentro de mim, mas que eu ainda não havia me permitido aflorar. Sempre gostei de tirar fotos sensuais, sempre segui diversas modelos alternativas e achava maravilhoso.

Sempre me imaginei fazendo isso, mas ficava pensando no que os outros iriam achar ou se iriam levar a sério meu trabalho, então fui cada vez mais me desligando dos que os outros pensam. Hoje eu sei quem eu sou e o quão maravilhoso e empoderador é trabalhar como alt model.

Há quanto tempo você trabalha com conteúdo adulto?

De forma profissional mesmo apenas 6 meses.

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?

Minha autoestima e confiança. Hoje eu me amo, amo meu corpo e me aceito com todas as qualidades e defeitos. Claro que a gente sempre quer mudar alguma coisinha e melhorar o que não gostamos, mas eu aprendi a aceitar meu corpo como ele é.

Sobre criação e publicação de conteúdos nas plataformas. Como é o seu processo criativo para bolar os seus conteúdos? Você se inspira em alguém, pesquisa algum tema ou recebe sugestões dos seus seguidores?

Me inspiro em muitas mulheres, sempre pego aquilo que mais me identifico e adapto. Procuro sempre fazer meus conteúdos relacionados a coisas que eu também gosto.

Duda Green
Duda Green

Trabalhar com conteúdo adulto mexe com você? Que tipo de sensação esse trabalho provoca na sua essência como pessoa?

É um trabalho que fez com que eu me aceitasse e me amasse ainda mais. Os elogios e carinhos que recebo dos meus fãs são maravilhosos. A sensação que sinto ao fazer um ensaio ou vídeo, olhar para mim e ter a certeza de que sou gostosa é demais rs.

Na sua concepção, o que é ser sensual? Como que você lida com a sua sensualidade?

Eu acho que é algo natural, que exala quem você é, seu carisma, sua personalidade e não só ligado ao corpo.

Duda Green

Qual é a razão dos seus suspiros?

Dinheiro, como toda boa capricorniana rs.

O que te deixa mais ligada, erotismo ou pornografia e por quê?

Ambos, eu adoro ler livros que contenham conteúdos eróticos, mas também não dispenso um bom pornô.

Duda Green

Dentro da produção de conteúdo adulto, você procura se mostrar de uma maneira mais artística, ou segue uma forma mais espontânea, deixando fluir naturalmente?

Eu tento ser eu mesma em todos os conteúdos que produzo, deixo minha espontaneidade fluir.

Ser exibicionista pode ser considerado uma forma de expressão artística?

Com toda certeza, o corpo é uma forma de expressar quem nós somos e através da arte conseguimos retratar isso.

Duda Green

Família, amizades e relacionamentos amorosos, como que é a relação deles com o seu trabalho?

Minha família infelizmente já não estão mais comigo. Mas sei que de lá de cima eles estão se orgulhando de mim. Sou muito grata aos meus amigos, todos eles sempre me incentivaram desde o início e continuam me incentivando a ir mais longe.

O que as pessoas irão ver, acessando os seus conteúdos?

Eu sempre tento inovar, então as pessoas irão ver fotos profissionais e amadoras, explicitas e sensuais. Vídeos me exibindo e masturbação solo, além de poder conversar comigo sempre que quiser, seja para sexting que adoro ou simplesmente para bater um papo.

Já sofreu algum tipo de preconceito por conta de trabalhar com conteúdo adulto? Você acha que nos dias de hoje as pessoas já entendem melhor e aceitam o(a) profissional que segue esta profissão?

Só pelo fato de ser mulher nós já enfrentamos preconceitos, trabalhar com conteúdo adulto não seria diferente. Muitas pessoas não levam esse trabalho a sério, mas acredito com a popularização da venda de conteúdo por diversas famosas as pessoas estão aceitando mais.

Você acredita que em pleno século XXI, com a expansão da comunicação, redes sociais e as plataformas de relacionamento, falar de sexo e expressar a sexualidade ainda é um tabu na cabeça do brasileiro?

Sem sombras de dúvidas, falar sobre sexo e expressar a sexualidade é tabu não somente para os brasileiros, mas no mundo todo.

Trabalhar e lidar com as pessoas não é tarefa fácil em nenhuma profissão. Você geralmente tem jogo de cintura para lidar com gente “desagradável”? Qual o tipo de atitude que você toma quando uma pessoa está começando a se tornar inconveniente?

Eu sou muito calma e paciente, para me tirar do sério a pessoa tem que realmente se esforçar haha.

Ligado a pergunta anterior, o contato e a exposição pessoal podem se tornar estafante? Como que você lida com o estresse e a ansiedade? Faz algum tipo de terapia ou alguma outra atividade para relaxar?

Nem todos os dias são flores né, mas com a meditação eu encontro o meu ponto de equilíbrio e reseto todas as minhas ansiedades, e atualmente estou iniciando a prática de Yoga que é maravilhosa e desafiadora para o meu corpo.

Você enfrenta ou já enfrentou dilemas na sua vida? Se já enfrentou ou enfrenta, como é que você lida com isso?

Atualmente, estou enfrentando, entre conseguir conciliar a vida de trabalhadora CLT com a carreira de modelo alternativa.

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

Eu tenho uma relação muito boa com os meus fãs, a maior parte das mensagens que recebo são só elogios e carinhos.

O que você não tolera presenciar trabalhando nesse meio?

Falta de respeito. Muitas pessoas, a grande maioria homem, acham que podem falar o que bem querem pelo simples fato de trabalharmos com conteúdo adulto.

Existem pessoas que te inspiram para você fazer o seu trabalho?

Simmmm, me inspiro em muitas mulheres, brasileiras e gringas.

Você consegue ter um momento que é só seu? O que gosta de fazer nas horas vagas?

Sou amante da Mary Jane, então o meu momento é acender um para relaxar rs. Também sou apaixonada por séries, livros e filmes, assisto de tudo com exceção de filmes de terror, esses eu já sou medrosa demais para assistir rs.

Uma música que transpira tesão em sua vida?

Tove Lo – Habits (Stay High). Eu simplesmente amo essa música, com certeza seria a música que me salvaria do Vecna haha.

Para as pessoas que desejam iniciar na produção de conteúdo adulto, há alguma dica que você gostaria de compartilhar com eles(as)?

Não espere ter tudo perfeito, o cenário perfeito ou o corpo perfeito. Não tenha medo de ser quem você é e não tenha medo de julgamentos, pois a verdade é quem sempre haverá alguém para te criticar antes de te apoiar.

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Gostaria muito de agradecer ao Suspiro Blog, por ter a oportunidade de falar um pouco mais sobre mim, e a todos meus fãs que me apoiam diariamente, seja curtindo, comentando e/ou assinando meus conteúdos.

Amo cada um de vocês e sou imensamente grata pelo todo o apoio <3.

Deixe seu comentário

Posts relacionados