Subscribe Now
Trending News
Sexworkers

Dia Natsume: ” Me traz muita liberdade”

Dia Natsume

Dia Natsume respira a graça das sensações que incorpora com uma essência sobressai nos pequenos detalhes. A palavra que mais define seu caminho é a liberdade de transcender sua naturalidade.

Marcante e cheia de carisma nos concedeu respostas interessantes sobre como o caminho de sexworker mudou completamente sua rotina. 

Dia Natsume

Dia Natsume
Dia Natsume

Para começar a nossa conversa, conte-me como surgiu a ideia de trabalhar com conteúdo adulto e quais foram os caminhos que te levaram até onde está?

Meu namorado sempre consumiu esse tipo de conteúdo, e pelo conteúdo que ele consumia eu descobri que não era necessário parecer uma supermodelo magérrima e ser o estereótipo de “perfeita” pra trabalhar com isso, e na época eu estava precisando de uma grana extra pra custear os tratamentos veterinários de uns gatos que eu tinha resgatado, então eu decidi tentar a sorte.

Há quanto tempo você trabalha com conteúdo adulto?

Pouco mais de 5 anos.

Dia Natsume
Dia Natsume

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?
Absolutamente tudo, minha vida virou de cabeça pra baixo na primeira semana.

Sobre criação e publicação de conteúdos nas plataformas. Como é o seu processo criativo para bolar os seus conteúdos? Você se inspira em alguém, pesquisa algum tema ou recebe sugestões dos seus seguidores?

Um pouco de tudo. Eu gosto muito de seguir outras meninas do ramo, elas são minha principal fonte de inspiração, eu tento sempre fazer coisas que eu goste, e que me tragam bons sentimentos enquanto eu faço, e eu sempre levo as sugestões dos meus seguidores em consideração quando eu tomo minhas decisões.

Dia Natsume
Dia Natsume

Trabalhar com conteúdo adulto mexe com você? Que tipo de sensação esse trabalho provoca na sua essência como pessoa?

Mexe bastante, apesar de eu ter medo de falar para as pessoas da “vida real” sobre esse trabalho, ele também me traz muita liberdade, e isso é a minha prioridade. Ser livre.

Na sua concepção, o que é ser sensual? Como que você lida com a sua sensualidade?

Pra mim sensualidade é a naturalidade, são todas as pequenas coisas como olhares, sorrisos, a forma como a pessoa se comporta naturalmente quando ela acha que não tem ninguém olhando. (Falando assim soa meio creeppy da minha parte🤣).

Dia Natsume
Dia Natsume

Qual é a razão dos seus suspiros?
Sinceramente, não faço ideia, varia de dia pra dia.

O que te deixa mais ligada, erotismo ou pornografia e por quê?

Novamente, eu sinceramente não sei… as vezes eu sinto como se tivesse sido um chamado, e ainda bem que eu atendi esse chamado, pois graças a isso eu estou onde estou hoje.

Dia Natsume
Dia Natsume

Dentro da produção de conteúdo adulto, você procura se mostrar de uma maneira mais artística, ou segue uma forma mais espontânea, deixando fluir naturalmente?

 Uma mistura dos dois, depende muito do que eu estou fotografando no momento, e do que eu quero passar pro expectador. Isso foi algo que foi mudando muito ao longo dos anos.

Ser exibicionista pode ser considerado uma forma de expressão artística?

Definitivamente sim. Na vida tudo é arte, e toda arte depende dos olhos de quem vê.

Dia Natsume
Dia Natsume

Família, amizades e relacionamentos amorosos, como que é a relação deles com o seu trabalho?

Dentro da minha família só a minha vó lidou bem com isso. Meu namorado sempre me apoiou muito nisso me incentivando mesmo antes deu entrar pro ramo. Hoje em dia ele é quem fotografa boa parte dos meus sets. Minhas amizades, boa parte também é do ramo, e quem não é, ou me apoia diretamente ou normalmente é indiferente a isso.

O que as pessoas irão ver, acessando os seus conteúdos?

Boa parte do meu conteúdo tem nudez, nos meus sets normalmente eu vou indo do mais “comportada” até o mais explícito com o passar das fotos, meio que num estilo strip tease. Nas fotos do dia a dia que eu posto eventualmente na timeline das plataformas, você pode esperar de tudo, as vezes é só uma foto no espelho que eu achei bonita ou sexy, as vezes são várias fotos no mesmo post que vão do “ei olha como essa roupa é bonitinha em mim”.

As fotos onde não tem nenhuma roupa num geral e é bem explícito. Também tem os conteúdos extra, que são os vídeos, um cliente uma vez os chamou de DLC e eu adotei o termo. Alguns vídeos são bem simples, só eu dançando, ou me mostrando pra câmera, strip tease e afins, e outros são sexualmente explícitos, normalmente eu aviso na descrição.

Já sofreu algum tipo de preconceito por conta de trabalhar com conteúdo adulto? Você acha que nos dias de hoje as pessoas já entendem melhor e aceitam o(a) profissional que segue esta profissão?

Sim, muito, a sociedade é um lugar selvagem, mas sim com o passar dos anos, pelo menos as gerações mais jovens (gen Z e millennials) são bem mais abertas com relação a isso.

Você acredita que em pleno século XXI, com a expansão da comunicação, redes sociais e as plataformas de relacionamento, falar de sexo e expressar a sexualidade ainda é um tabu na cabeça do brasileiro?

Sim, e eu sinto que a galera mais velha (pessoal de 40 pra cima) está regredindo no tempo, é meio surreal pra mim ver que o pessoal que viveu os anos 70 e 80 são a maioria de quem tem mais preconceito e tratam isso como um tabu. Não generalizado, porque cada um é cada um, mas pelo menos foi isso que eu observei na minha experiência.

Dia Natsume

Trabalhar e lidar com as pessoas não é tarefa fácil em nenhuma profissão. Você geralmente tem jogo de cintura para lidar com gente “desagradável”? Qual o tipo de atitude que você toma quando uma pessoa está começando a se tornar inconveniente?

Eu já tive muita dificuldade pra lidar com o público, hoje em dia é mais fácil pra mim, a experiência definitivamente ajudou bastante, dependendo a situação as vezes só ignorar a pessoa é o suficiente, as vezes eu preciso dar um “puxão de orelha” (se a pessoa tiver disposta a ouvir né) e dependendo do caso eu só bloqueio e sigo a vida, não tem por que gastar energia com gente desagradável.

Ligado a pergunta anterior, o contato e a exposição pessoal podem se tornar estafante? Como que você lida com o estresse e a ansiedade? Faz algum tipo de terapia ou alguma outra atividade para relaxar?

Definitivamente, como eu disse anteriormente, com a experiência as coisas ficaram mais fáceis, eu faço terapia com uma psicóloga incrível e isso ajuda muito também. Mas o principal foi eu aprender a me respeitar, respeitar meu próprio tempo, e os meus limites, se eu não to bem, ou estou cansada, o mundo não vai desmoronar, e esquecer que eu existo se eu tirar um tempo pra respirar e me centralizar.

Você enfrenta ou já enfrentou dilemas na sua vida? Se já enfrentou ou enfrenta, como é que você lida com isso?
Sim, definitivamente, muita terapia e uns tarja preta costumam me ajudar nessas situações.

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

Alguns são bem atenciosos sim, eu gosto bastante de tirar um tempo pra conversar com eles quando dá. Mas a maior parte é bem na deles, e eu respeito muito isso.

O que você não tolera presenciar trabalhando nesse meio?

Injustiças num geral, sei que soa meio clichê, mas eu to no ramo a bastante tempo, e eu já vi muita coisa acontecer que simplesmente não deveria ter acontecido.

Existem pessoas que te inspiram para você fazer o seu trabalho?

Definitivamente, eu gosto muito de seguir pessoas que me inspiram.

Você consegue ter um momento que é só seu? O que gosta de fazer nas horas vagas?

Sim, eu demorei bastante tempo pra me permitir ter isso, mas agora que eu tenho, eu gosto muito de assistir animes e séries, sci-fi, comédia, e histórico são meus gêneros preferidos. Outro hobby que eu tenho é costurar, mas aos poucos isso está se tornando um trabalho de novo, pois estou começando uma loja de lingeries artesanais.

Uma música que transpira tesão em sua vida?

Apesar de eu ser muito ligada a música, não tem nenhuma em específico.

Para as pessoas que desejam iniciar na produção de conteúdo adulto, há alguma dica que você gostaria de compartilhar com eles(as)?

Venda sempre pelas plataformas feitas para conteúdo adulto, elas existem pra dar segurança pra ambas as partes envolvidas, e plataformas que não permitem esse tipo de conteúdo sempre vão dar dor de cabeça. E faça só o que você se sentir confortável fazendo. Existe cliente pra absolutamente tudo, não se pressione a fazer algo só por achar que isso traria mais clientes, com o passar do tempo isso pode se tornar bem desgastante se você não gostar muito do que você está fazendo.

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Primeiramente, muito obrigada por tudo, o carinho de vocês é o que mais me incentiva a continuar dando o meu melhor. E eu tenho certeza de que todas as outras pessoas do ramo se sentem da mesma forma, então nunca se esqueçam de apoiar quem vocês gostam. As vezes uma mensagem faz o nosso dia 💖.

Deixe seu comentário

Posts relacionados