Subscribe Now
Trending News
Sexworkers

Anna Blue: “Brincamos com a fantasia e com a imaginação”

Anna Blue

Anna Blue ama a sexualidade e sensualidade em uma sintonia completamente contagiante, seus conteúdos ressaltam com maestria a intensidade que habita seu interior de forma poderosa e provocante.

Batemos um papo gostoso e significativo sobre a vida das sexworkers.

Anna Blue

Anna Blue
Anna Blue

Para começar nosso bate-papo, conte-me como surgiu a ideia de trabalhar com conteúdo adulto e quais foram os caminhos percorridos até o momento? 

Para mim foi bem natural. Eu costumava mandar nudes e fazer vídeos de exibicionismo para meus namorados e contatinhos. Quando eu vi que as meninas vendiam packs e ganhavam dinheiro com isso, descobri um jeito de viver inteiramente minhas fantasias e pagar meus boletos. Eu já havia trabalhado em loja, escola, fábrica, call center… mas, em nenhuma dessas áreas me senti tão satisfeita e fui tão bem remunerada quanto no SW. 

Minhas primeiras experiências foram no camming e vendendo packs. As portas foram se abrindo, passei a ser convidada para fazer ensaios fotográficos e, como sempre amei pornografia, comecei a produzir meu próprio conteúdo amador, e depois fazer alguns trabalhos com produtoras. Embora até hoje eu ainda faça alguns trabalhos assim, o meu foco são as minhas criações que estão disponíveis no ManyVids (annablue.manyvids.com) e no OnlyFans (onlyfans.com/annabluex).

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho? 

Mudei de cidade, rs. Saí de uma cidade pequena e vim para um grande centro onde tenho mais oportunidades nessa área. Aqui eu desenvolvi um outro lado do trabalho, o lado da criação de conteúdo e direção dos meus projetos. É muito realizador transformar uma ideia em algo tangível, bonito e principalmente excitante.

Anna Blue

Como as ideias surgem na sua mente para criar seus conteúdos? 

Eu busco ver o que as produtoras e as principais SW – do Mundo e BR – estão fazendo. Tudo é referência. Livros, filmes, animes, tik tok, ficção científica, vida real. Às vezes acontece de uma história não ser boa, mas ter uma estética é incrível… às vezes o contrário. Então, qualquer coisa pode ser fonte de inspiração. Um dos meus filmes mais vistos foi inspirado em uma situação que passei na vida real, por exemplo.

Quais sensações de trabalhar com conteúdo adulto provocam em sua essência?

Como eu disse, trabalhar com sexo foi um processo natural para mim. Eu adoro me exibir, isso me deixa superexcitada. Acredito que as palavras certas para descrever as sensações que esse trabalho desperta são: realização, prazer e felicidade.

Anna Blue

O que é sensualidade para você?

Acho que tem a ver com o olhar, com um mordiscar de lábios, com uma ajeitada de cabelos, são os pequenos gestos. Esses pequenos sinais que se decifrados podem levar a lugares incríveis.  

O que lhe faz suspirar? 

Pequenos gestos, rs.

Anna Blue

O que desperta mais provocações em você, erotismo ou pornografia? 

As duas coisas mexem bastante comigo. Ambas me excitam.

Ser exibicionista e produzir conteúdo adulto pode ser considerado uma forma de arte para você? 

Na minha opinião, sim. Brincamos com a fantasia e com a imaginação de quem assiste, causando sensações assim como qualquer outro tipo de entretenimento.

O que as pessoas podem encontrar em seu conteúdo? 

Minhas fantasias, meus desejos. Gosto de ser personagem, gosto de cosplay, gosto de ser eu mesma, mas no meu conteúdo o que nunca pode faltar é sexo real, com excitação real, prazer real e orgasmos reais.

Aposto que você deve ter sofrido muitos preconceitos, como você lida com isso e o que acredita que precisa mudar? 

Por incrível que pareça, o maior preconceito que eu já sofri e que realmente me afetou, na verdade, foi dentro de uma produtora, onde ficaram julgando o formato do meu corpo. 

Mas sobre o fato de ser SW, só é complicado por causa da família, eu particularmente não me importo. Eu sei o que estou fazendo e faço porque gosto. Se quer falar alguma coisa, pague meus boletos antes. Não sei o que precisa mudar. Cada um cuidar da sua própria vida seria um bom começo.

E como é sua vida fora do trabalho, você enfrenta muitos dilemas? 

Meu trabalho e minha vida pessoal se misturam. Moro com meu namorado que me apoia, é meu parceiro em alguns roteiros, ele também escreve, filma e às vezes atua comigo. Basicamente estamos sempre produzindo ou pensando em produzir algo. Assim vivemos e pagamos nossas contas. O único dilema é que nenhum de nós dois consegue manter a casa organizada por muito tempo, rs.

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos? 

Me dou super bem com todos aqueles que, além de me admirar, me respeitam e entendem que eu também sou um ser humano. Tem alguns que me seguem desde os meus primeiros posts. Amo meus fãs, é muito gratificante ter esse reconhecimento por um trabalho que literalmente sinto prazer em fazer.

O que você não suporta presenciar trabalhando nesse meio? 

Caga regras, fofocas e pessoas mal caráter. Como eu disse, tive experiências ruins bem no começo da minha carreira. Infelizmente fiz um trabalho com uma produtora que se dizia profissional, mas além de toda a conversa paralela no meio da cena e brigas entre a produção durante as gravações, teve muita falação sobre outras modelos, o que por consequência acabou atrasando, e muito, o cronograma. Enfim, além de toda essa falta de consideração, eles ainda criticaram modelos com o mesmo biotipo que eu. Se não gostam do meu estilo porque me contrataram, afinal? 

Comecei a fazer terapia para superar essa fase. Fiquei um tempo sem produzir meu próprio material por causa disso. Hoje em dia, só trabalho para produtoras, com pessoas em quem eu realmente confio. Já quando produzo meus filmes, gosto de conhecer bem as pessoas com quem vou contracenar. É uma escolha feita com muito cuidado, para as coisas fluírem bem em cena e fora dela. 

O que gosta de fazer nas horas vagas? 

Sair para comer, viajar, assistir filmes no cinema. Acho que coisas normais que todo mundo gosta.

Uma música que transpira tesão em sua vida? 

Humm… Estou no momento The Weekend. Amo ‘Earned It’.

Qual é o caminho para conquistar você? 

Inteligência, educação e respeito.

Qual dica você daria para alguém que pretende seguir seu caminho?

A dica é: não é um caminho fácil como dizem. Tem muito trabalho por trás. Você tem que gostar muito do que faz e estar muito segura de si. As plataformas e as ferramentas estão aí. E existem os grupos de divulgação. Se for isso o que quer, comece. Nem precisa mostrar o rosto. Sempre há público para todos os gostos, independente da sua idade, cor, formato do corpo ou do seu fetiche preferido. 

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Agradeço a todos que me incentivam e me ajudam a crescer, comprando e assinando meus conteúdos, comentando e compartilhando meus posts, mandando aquele feedback gostoso e aqueles mimos maravilhosos. Vocês são fodas! No momento estou trabalhando em um projeto ultra secreto, mas que logo todo mundo vai ficar sabendo. Preparem-se vai ter novidades!!! E aos que estão me conhecendo agora, estão todos convidados a visitar meus canais no OnlyFans e no ManyVids. Sou a Anna Blue. Muito prazer.

Gostou do post? Conte nos comentários o que você deseja ver no Suspiro e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais: 

Deixe seu comentário

Posts relacionados