Subscribe Now
Trending News
Modelos

Rita: “Sou livre para ser eu mesma”

  • Nome: Rita de Cássia
  • Idade: 36 anos
  • Cidade: Santos – SP
  • Instagram: @rita_vitoriano13

Rita

Rita é a graça e o encanto de viver em harmonia com sua essência. Genuína e repleta de carisma, ela encontra em cada momento uma oportunidade para diversas sensações.

Cheia de atitude e repleta de coisas significantes para compartilhar conseguimos bater um papo sobre o dia a dia de modelo e as doces e curiosas aventuras. 

Rita

Rita

Para começar a nossa conversa, conte-me como surgiu a ideia de ser modelo e quais foram os caminhos que te levaram até onde está?

Primeiramente, nunca pensei em ser modelo, mas desde dos meus 7 anos gostava de desenho de moda e sonhava em ser estilista, comecei fazendo cursos de desenhos (croquis), curso de desenho japonês (mangá).

Fiz um tempo teatro porque era muito tímida, aí entrei na área da costura, fiz cursos de corte, costura e modelagem, fui carnavalesca em uma escola de samba aqui da baixada, tentei fazer faculdade de marketing, mas não estava mais trabalhando e tive que trancar e para falar a verdade não era minha paixão, sempre tive muita dificuldade em me relacionar com as pessoas e descobri muito nova que tinha transtorno de bipolaridade mas meus pais nunca foram a fundo e hoje tenho sérias crises de humor e instabilidade na minha vida profissional.

Bom, resolvi montar uma lojinha na minha casa de roupa que eu mesmo confeccionava, infelizmente peguei uma pneumonia brava e fiquei quase 1 mês internada drenando meu pulmão, isso foi aos meus 25 anos e quase não voltei.

Mas tive muito suporte na minha família e com fé em Deus voltei, fiz fisioterapia para aprender a respirar novamente e tive mais uma chance.
Com meus 22 anos morei no RJ e trabalhei 1 ano lá, voltei para baixada e conheci meu marido, namoramos e nos unimos, isso eu já tinha 27 anos e descobri que estava grávida de uma menina, foi um presente para minha vida porque a cada dia ela me ensina e me dá forças para continuar, no ano retrasado perdi um bebê (aborto espontâneo), mas foram 3 dias de luta para superar e sofri demais com a perca.

Bom, voltei a montar minha loja online e tirava minhas próprias fotos com as roupas para colocar na página. Nisso já tinha esse outro perfil pessoal e acabei colocando umas fotos que achava legais e fui convidada pela Inez uma das ADMS da página Skullqueens, foi uma surpresa, mas entrei de cabeça e agradeço muito as ADMS que são maravilhosas comigo, a Baballoo e a Bell.

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?

Puts, mudou muita coisa, primeiro que antes depois de tudo minha autoestima estava lá no chão, minha família até me zuava, parecia uma velha de 80 anos na hora de me arrumar, de me comportar. Na hora de eu fazer minhas fotos eu me maquiava, me arrumava, dava algumas horas para mim e isso minha autoestima aumentou, meu psicológico melhorou, me sinto mulher, até mesmo desejada, recebendo elogios, é muito bom.

Rita

Sobre criação e publicação de fotos nas redes sociais. Como é o seu processo criativo para bolar os seus conteúdos? Você se inspira em alguém, pesquisa algum tema ou recebe sugestões dos seus seguidores?

Eu faço tudo sozinha, maquiagem, roupas, poses, cenário, na verdade meu cenário é limitado, tenho um espaço pequeno e ali vou mudando o papel de parece, alguns objetos, as vezes minha filha me ajuda…rsrs…mas normalmente faço sozinha por conta de algumas fotos serem mais sensuais.

Moro com 7 pessoas em casa e é um trampo para fazer isso, as vezes espero o pessoal sair de casa, ou faço muito tarde quando estão dormindo, tudo isso para eu me dar por inteira no meu momento, tiro muitas fotos em um dia só e depois aos poucos vou jogando nas minhas páginas, já tive ajuda sobre iluminação, claro que pesquiso, me inspiro em poses, mas não gosto de copiar, tento ser a mais natural possível (ser eu).

Ser modelo e compartilhar sua forma natural mexe com você? Que tipo de sensação o trabalho provoca na sua essência como pessoa?

Ser modelo Alternativa é ser livre para ser você mesma e mostrar sua essência e é isso de difere de cada Modelo Alt, é uma luta a cada dia está postando, sempre estar publicando coisa nova, porque quem não é visto não é lembrado, então todo dia é dia de aparecer.

Rita
Rita

Na sua concepção, o que é ser sensual? Como que você lida com a sua sensualidade?

Ser sensual pra mim é ser você mesma é saber passar o que você tem de melhor, ninguém é perfeito e isso que deixa a pessoa se tornar única, nunca gostei dos meus dentes, sempre tive vergonha deles por serem grandes e usei durante um tempo aparelho, mas depois de uma certa idade e amadurecimento você percebe que o charme é você ter um defeitinho e se jogar se achando a mais gostosa do mundo…kkkkk

Qual é a razão dos seus suspiros?

Pra falar a verdade o único suspiro que tenho é pela minha filha, sou mãezona e amo fazer as coisas com ela, ela é minha razão. Mas voltando para os suspiros sexuais, sou bem eclética, já conheci casa de swing, sou e já saí com mulheres, gosto de mundo de exibicionismo, fetiches sexuais, tenho muitos desejos ainda para realizar.

Rita

Dentro dos seus ensaios você procura se mostrar de uma maneira mais artística, ou segue uma forma mais espontânea, deixando fluir naturalmente?

Com certeza totalmente espontânea, claro que as caras e bocas a gente imagina uma cena na cabeça e se joga, faço muitas fotos e apago muitas também não gostando do resultado.

Seus ensaios podem ser considerados uma forma de expressão artística?

É uma arte, tudo que você expressa e deixa gravado em algum lugar é sim uma arte, imagino algum personagem. Sempre nos inspiramos em alguma arte.

Rita
Rita

Família, amizades e relacionamentos amorosos, como que é a relação deles com o seu trabalho?

Então, taí mais uma luta braba, meu marido e minha filha super me apoiam, mas minha mãe não gosta, na verdade ela não gosta de fotos sensuais e por eu morar com meus pais desde a pandemia dificulta meu trabalho, por isso faço escondida e bloqueio muitas pessoas na minha página, principalmente a família, uma vez ela viu uma foto e falou que eu era vagabunda e tinha necessidade de mostrar o corpo, mas ela sabe que sou Modelo Alt, mas não vê as fotos.

Já sofreu algum tipo de preconceito por conta de suas fotos?

Bom, tenho preconceito dentro de casa, pois minha mãe não aceita fotos sensuais, o pessoal de fora eu não ligo, se não gostou eu já falo para deixar de me seguir e bloqueio também…rsrs

Rita
Rita

Você acredita que em pleno século XXI, com a expansão da comunicação, redes sociais e as plataformas de relacionamento, expor a sensualidade e as formas naturais do corpo ainda é um tabu na cabeça do brasileiro?

Para os mais velhos ainda acho que sim, eu tenho isso dentro de casa, na verdade é muita hipocrisia, porque gostam de sentir prazer, querem ser felizes, mas tem o medo e esse medo que nós não temos.

Trabalhar e lidar com as pessoas não é tarefa fácil em nenhuma profissão. Você geralmente tem jogo de cintura para lidar com gente “desagradável”? Qual o tipo de atitude que você toma quando uma pessoa está começando a se tornar inconveniente?

Bom, como disse tenho transtorno de bipolaridade, não tenho muito tato em lidar com as pessoas pessoalmente, não consigo fincar os pés em uma coisa só por questões da minha personalidade, minha mãe fala que não gosto de conviver com pessoas e não tiro muito a opinião dela, pois quando algo não me agrada eu me afasto e não sinto falta.

Rita
Rita

Ligado a pergunta anterior, o contato e a exposição pessoal podem se tornar estafante? Como que você lida com o estresse e a ansiedade? Faz algum tipo de terapia ou alguma outra atividade para relaxar?

Cara, tem dias que tenho recaídas e já desfiz muitas páginas por conta disso, penso em parar com tudo e me trancar num quarto, na verdade nunca fiz algum tipo de tratamento e estou seriamente pensando nisso.

Você enfrenta ou já enfrentou dilemas na sua vida? Se já enfrentou ou enfrenta, como é que você lida com isso?

Então, como tenho recaídas com minha bipolaridade, quando estou mal me sinto um nada e fico me perguntando o porquê de tudo isso (ficar me expondo por nada), mas depois de uns dias passa e começo tudo novamente…rsrs.

Rita

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

Bom, eu nas redes sociais tento ser a mais atenciosa, respondo a todos, claro que os que me respeitam né, aqueles que não teve educação na infância ou não quis aprender eu bloqueio na hora. Mas na geral são uns amores e acabo até me apegando em alguns por serem muitos atenciosos, educados e até mimos já ganhei.

O que você não tolera presenciar trabalhando nesse meio?

A falta de educação, tem homens que pensam que estamos procurando relacionamento, tem uns que perguntam (de onde você é?).  Como que se eu falasse, iríamos nos encontrar e transar com eles.

Por ser nova nisso tudo, era muito inocente e já caí em alguns golpes em relação na área de modelo, tem gente que monta perfil para atrapalhar a vida do outro.

Rita

Existem pessoas que te inspiram para você fazer o seu trabalho?

Com certeza a página Skullqueens é minha maior inspiração, a página GibiGirls também. sempre admirei e estou tentando entrar como modelo, como disse é um degrau por vez.

Meu marido se tornou tatuador a alguns anos e eu sempre fui apaixonada por essa arte no corpo, comecei com 18 anos e hoje tenho 17 tatuagens, a maioria feitas por ele, então é um mundo que sempre me encantou e hoje vejo a possibilidade de mostrar tudo isso.

Você consegue ter um momento que é só seu? O que gosta de fazer nas horas vagas?

Meu único momento que consigo ser só meu é na hora das minhas fotos, porque de resto não tenho, moro com muita gente, minha irmã acabou abandonando meus sobrinhos aqui, então é um dia inteiro de dedicação a casa, trabalho e crianças. Na verdade, sou muito caseira e hoje em dia não gosto muito de sair, prefiro Netflix e pipoca.

Uma música que transpira tesão em sua vida?

Amo músicas dos anos 70/80, Adoro MPB, todas que são românticas, pop, rock leve, Black.

Para as pessoas que desejam ser modelo, há alguma dica que você gostaria de compartilhar com eles(as)?

Hoje posso dizer que qualquer mulher pode ser modelo, tem que ter dedicação, sempre está atualizada no que acontece no seu nicho, saber o que procura, é difícil, é uma batalha todo dia para aparecer, mas é um degrau de cada vez. Seja você, mostre o que a de melhor, sem perder sua essência porque é isso de te difere das outras. 

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Quero dizer que sem eles nada disso iria para frente, porque precisamos se sentir importante, que seja para uma pessoa, mas sabendo que alguém gosta do seu trabalho que tanto nos dedicamos, eu dedico a minha filha, ao meu marido que é um excelente tatuador, as ADMS da skullqueens, as meninas que quando tenho minhas recaídas me apoiam. Grata por estar aqui falando com vocês e contando um pouquinho da minha história. Obrigada 🌹

Deixe seu comentário

Posts relacionados