Subscribe Now
Trending News
Modelos

Nat Roncari: “Faz eu me sentir bem comigo”

  • Nome: Nathalia Roncari (Nat Roncari)
  • Idade: 34
  • Cidade: São Paulo
  • Instagram: @nat_roncari (pessoal)/ @nat_bodyart (profissional)
Nat Roncari

Nat Roncari cultiva por si uma imensidão de encantos que abrem as portas da sua poderosa autoestima.

Cheia de atitude e visões, batemos um papo encantador sobre seus trabalhos como modelo e as mudanças necessárias que incorporam em seu ser.

Nat Roncari

Nat Roncari

Para começar a nossa conversa, conte-me como surgiu a ideia de ser modelo e quais foram os caminhos que te levaram até onde está?

Na verdade tudo começou com incentivo de amigos por conta das tatuagens e por eu gostar muito de tirar fotos, eles viam as fotos e me falavam que deveria participar das páginas de modelos alternativas.

Comecei a fazer umas fotos com boné e sk8 pra ajudar na divulgação da loja de um vizinho da loja que eu trabalhava na época, aí  surgiu a oportunidade de fazer o primeiro ensaio, depois vieram outros e eu não parei mais, passei por 2 páginas de modelos alternativas até chegar no gibi girls que era o meu sonho desde o começo

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?

Ajudou muito com auto estima e aceitação, sempre tive problemas com a minha aparência  e de certa forma, as tatuagens, piercings e os ensaios me ajudam muito com isso tudo, faz eu me sentir bem comigo, me motiva a me cuidar, gostar de mim como eu sou.

Nat Roncari
Nat Roncari

Sobre criação e publicação de fotos nas redes sociais. Como é o seu processo criativo para bolar os seus conteúdos? Você se inspira em alguém, pesquisa algum tema ou recebe sugestões dos seus seguidores?

Muito sobre o meu dia a dia ou o que estou sentindo na hora, nada muito programado rs.

Ser modelo e compartilhar sua forma natural mexe com você? Que tipo de sensação o trabalho provoca na sua essência como pessoa?

Não tinha parado para pensar, mas mexe muito com a questão da minha autoestima e aceitação, me sinto aceita não só por quem acompanha, mas por mim mesma (que é o mais importante), faz eu querer me arrumar e me cuidar para me sentir bem comigo mesma sem deixar meu verdadeiro eu de lado.

Nat Roncari
Nat Roncari

Na sua concepção, o que é ser sensual? Como que você lida com a sua sensualidade?

Hoje em dia eu lido muito bem com isso, antigamente era um grande tabu, eu não aceitava muito bem o meu corpo, hoje em já me sinto bem melhor em relação a isso.

Qual é a razão dos seus suspiros?

Meu trabalho, meu estilo de vida, minha liberdade, minhas conquistas diárias, minha evolução, meus aprendizados.

Nat Roncari

Dentro dos seus ensaios você procura se mostrar de uma maneira mais artística, ou segue uma forma mais espontânea, deixando fluir naturalmente?

Gosto de pegar umas referências para ter uma ideia do que vou fazer a princípio, mas na hora gosto mesmo de deixar tudo fluir naturalmente.

Seus ensaios podem ser considerados uma forma de expressão artística?

Também, mas eles são também uma parte da minha identidade, neles eu me mostro do jeito que eu sou.

Nat Roncari

Família, amizades e relacionamentos amorosos, como que é a relação deles com o seu trabalho?

Sempre tive apoio de todos que me conhecem para fazer meus ensaios, inclusive tudo começou por incentivo dos amigos

Já sofreu algum tipo de preconceito por conta de suas fotos?

Não digo preconceito, mas sempre tem aquelas situações desagradáveis nas redes sociais, principalmente homens forçando intimidade e achando que o ensaio sensual é uma espécie de convite ou liberdade para falar o que bem entendem.

Nat Roncari

Você acredita que em pleno século XXI, com a expansão da comunicação, redes sociais e as plataformas de relacionamento, expor a sensualidade e as formas naturais do corpo ainda é um tabu na cabeça do brasileiro?

Sim, acompanho várias meninas, cada uma com seu jeito, acho incrível ver essa galera se mostrando cada vez mais, cada um do seu jeitinho.

Trabalhar e lidar com as pessoas não é tarefa fácil em nenhuma profissão. Você geralmente tem jogo de cintura para lidar com gente “desagradável”? Qual o tipo de atitude que você toma quando uma pessoa está começando a se tornar inconveniente?

Pessoas inconvenientes já me tiraram muito do sério principalmente em redes sociais, antigamente eu ficava muito nervosa, hoje em dia eu costumo ignorar, se a pessoa insistir eu dou uma resposta bem dada, bloqueio e tá tudo certo rs.

Nat Roncari

Ligado a pergunta anterior, o contato e a exposição pessoal podem se tornar estafante? Como que você lida com o estresse e a ansiedade? Faz algum tipo de terapia ou alguma outra atividade para relaxar?

Infelizmente, não tenho como ser muito acessível, pois tem gente que acaba sendo inconveniente (principalmente homens), mas tem uma galera muita gente boa que me acompanha sempre, tanto no pessoal quanto no de trampo, essas pessoas faço questão de dar uma atenção especial, para não pirar muito com as redes sociais gosto de me distrair vendo séries e filmes, sair com amigos, ajuda muito

Você enfrenta ou já enfrentou dilemas na sua vida? Se já enfrentou ou enfrenta, como é que você lida com isso?

Assim como todo mundo já enfrentei vários e continuo enfrentando, sempre aparece um diferente, mas é normal rs.

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

Eu tenho seguidores que são mais frequentes no insta, costumo manter mais contato com os mais próximos mesmo, as vezes não tenho paciência de ficar trocando ideia, mas tem uma galera que é gente boa comigo e tento sempre dar uma atenção rs.

O que você não tolera presenciar trabalhando nesse meio?

Machismo e outros tipos de preconceitos disfarçados de comentários ou piadinhas, infelizmente ainda acontece muito e vejo como uma coisa que tem que mudar urgente.

Nat Roncari

Existem pessoas que te inspiram para você fazer o seu trabalho?

Sim, tenho inspirações, no trabalho como modelo alternativa, com tattoo e piercing e pessoas que me inspiram em tudo mesmo

Você consegue ter um momento que é só seu? O que gosta de fazer nas horas vagas?

Depende do dia, tem dia que quero sair com os amigos, tem dia que quero ficar em casa vendo TV, hidratando o cabelo e cuidando da pele, tipo um tempo só pra mim.

Uma música que transpira tesão em sua vida?

Essa é uma pergunta muito difícil, adoro música então é impossível escolher uma favorita, ultimamente escuto muito a música Unstoppable, tem sido a música que me inspira e me dá coragem para encarar meus desafios do dia a dia 

Para as pessoas que desejam ser modelo, há alguma dica que você gostaria de compartilhar com eles(as)?

Se quer muito uma coisa vá lá e faça, todos somos muito capazes de conseguir tudo aquilo o que desejamos.

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Quero agradecer a chance de dar essa entrevista e agradecer a galera que tirou um tempinho para ler essa entrevista e me conhecer um pouco melhor…

A vida é isso, uma grande surpresa, as vezes cheia de desafios, mas estamos aqui para isso, nada é por acaso, por isso eu sempre digo que cada desafio que eu enfrentei, cada fase ruim que superei eu vejo como um grande aprendizado, isso tudo foi parte da minha história, parte de mim, parte da minha evolução e principalmente parte da mulher forte que me tornei.

Deixe seu comentário

Posts relacionados