Subscribe Now
Trending News
Modelos

Mariana: “Mudou a minha forma de viver”

  • Nome: Mariana
  • Idade: 29 anos
  • Cidade: Rio de Janeiro/RJ
  • Instagram: @Velvetmari_
Mariana

Mariana esbanja uma nova forma de viver, sua preocupação está apresentar sensações que vangloriam seu ser de forma natural e fantástica. 

Sorridente e com um poder interno grandioso compartilhou os aprendizados recorrentes de ser uma modelo alternativa.

Mariana

Mariana

Para começar a nossa conversa, conte-me como surgiu a ideia de ser modelo e quais foram os caminhos que te levaram até onde está?

Eu sempre me interessei por moda, mas não a vibe de passarela, gostava mais de algo “alternativo”. E como sempre fui baixinha e fora dos padrões, sabia que jamais teria espaço pra mim em capas de revistas, por exemplo.

Quando conheci um determinado site com fotos de meninas com tatuagem, piercing e cabelo colorido, eu não só me identifiquei, como eu quis fazer parte daquela comunidade, quis fazer parte daquele “mundo”.

Depois disso, eu conheci um fotógrafo que trabalha especialmente com ensaios sensuais, e ele me apresentou algumas pessoas, além de ter feito um ensaio meu e ter arrumado uma vaga num workshop de poses que uma amiga dele (com experiência) deu. Foram os meus primeiros passos. O resto foi esforço meu de correr atrás e conseguir alguns ensaios por permuta.

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?

Mudou a minha forma de viver, inclusive. De me preocupar mais com a aparência de modo geral, de me preocupar com a saúde mental em relação à pressão estética e auto comparação etc. E principalmente: de me agradar mais do que agradar aos outros.

Mariana
Mariana

Sobre criação e publicação de fotos nas redes sociais. Como é o seu processo criativo para bolar os seus conteúdos? Você se inspira em alguém, pesquisa algum tema ou recebe sugestões dos seus seguidores?

Eu tenho ideias completamente aleatórias hahaha ou com temas que eu gosto, ou que me é possível. Algumas coisas eu pesquiso, outras eu vejo no Pinterest e imagino como poderia ser um ensaio, outras vejo em pessoas já experientes que eu sigo no Instagram.

Ser modelo e compartilhar sua forma natural mexe com você? Que tipo de sensação o trabalho provoca na sua essência como pessoa?

Não, o corpo feminino e a nudez sempre foi algo polêmico, tabu, errado, e único e exclusivamente para o prazer masculino. Acho que a minha geração (Millenials) está mais livre em relação a isso. A sensação é que estou sendo eu mesma, sem personagem para agradar aos outros.

Mariana
Mariana

Na sua concepção, o que é ser sensual? Como que você lida com a sua sensualidade?

R:Ser sensual envolve o olhar, a sensação de estar em perfeita harmonia fisicamente (não me refiro a corpos perfeitos), de se sentir bem e confortável com quem você é, e transmitir isso.

Eu lido exatamente dessa forma: transmitindo através de fotos o quanto eu gosto e me sento bem da forma que eu sou.

Qual é a razão dos seus suspiros?

Quando meu marido me puxa lê-la cintura…

Mariana

Dentro dos seus ensaios você procura se mostrar de uma maneira mais artística, ou segue uma forma mais espontânea, deixando fluir naturalmente?

Faço um pouco dos dois. Quando crio um tema ou personagem, acaba sendo algo mais artístico. Porém no meio do ensaio, sempre tem algumas fotos que saem com o feeling do momento.

Seus ensaios podem ser considerados uma forma de expressão artística?

Sim.

Mariana
Mariana

Família, amizades e relacionamentos amorosos, como que é a relação deles com o seu trabalho?

Minha família não curte muito na real, mas não se mete. Já ouvi alguns deboches que eu estava “me achando”, mas como tem gente que critica o que você faz querendo ter coragem de fazer, eu nunca dei palco pra maluco dançar.

Minhas amizades, em sua maioria sempre me apoiaram, e meu atual marido me apoia, e sempre apoiou desde que me conheceu.

Já sofreu algum tipo de preconceito por conta de suas fotos?

Já… de todas as formas. Acho que só não sofri preconceito de quem é do meio. Tem gente que acha que eu não tenho conteúdo ou sou “burra” porque faço ensaios sensuais, tem seguidor que acha que eu sou apenas uma safada que toparia trocar nudes com eles etc.

Mariana

Você acredita que em pleno século XXI, com a expansão da comunicação, redes sociais e as plataformas de relacionamento, expor a sensualidade e as formas naturais do corpo ainda é um tabu na cabeça do brasileiro?

Sim. Tem uma questão sobre isso que eu acho engraçada. Normalmente, meus seguidores acham que eu sou solteira, porque para eles, jamais que uma mulher comprometida iria ter fotos sensuais em redes sociais e/ou venda de conteúdo. Teve até um fotógrafo que perguntou uma vez se meu marido me “liberou” para tal coisa.

Fiquei refletindo se eles acham que eu sou propriedade de alguém que não pode se expor? Ou por que eu viveria em um relacionamento não monogâmico por isso? O que uma coisa tem com a outra?

Trabalhar e lidar com as pessoas não é tarefa fácil em nenhuma profissão. Você geralmente tem jogo de cintura para lidar com gente “desagradável”? Qual o tipo de atitude que você toma quando uma pessoa está começando a se tornar inconveniente?

Assumo que não tenho tanto jogo de cintura, minha paciência é curtíssima. Se for fake, eu nem respondo. Dependendo do que a pessoa fale, eu finjo que não li. E se for inconveniente, eu bloqueio mesmo.

Mariana
Mariana

Ligado a pergunta anterior, o contato e a exposição pessoal podem se tornar estafante? Como que você lida com o estresse e a ansiedade? Faz algum tipo de terapia ou alguma outra atividade para relaxar?

Sim, sempre é. Quando percebo que tô ficando estressada e ansiosa, desinstalo as redes sociais por uns dias até melhorar, ou no mínimo, desligo as notificações, assim eu não lembro de ficar abrindo. Faço terapia uma vez na semana.

Você enfrenta ou já enfrentou dilemas na sua vida? Se já enfrentou ou enfrenta, como é que você lida com isso?

Sempre hahaha. Quando isso acontece, ou eu levo pra terapia, ou me desligo de tudo até conseguir refletir e tomar uma decisão sobre.

Mariana

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

Tem muita gente chata e sem noção. Acho que é a maioria hahaha Mas também tem muita gente legal, tem uns que até me perguntam como estou se fico muito tempo sem postar nada.

O que você não tolera presenciar trabalhando nesse meio?

Gente aproveitadora e assédio.

Existem pessoas que te inspiram para você fazer o seu trabalho?

Sim, várias. A maioria eu sequer tive contato para conversar e tal. No próprio Skull Queens tem muitas pessoas que eu acho massa o trabalho.

Você consegue ter um momento que é só seu? O que gosta de fazer nas horas vagas?

Tenho poucos momentos “só meus”, na realidade. Nas horas vagas eu leio, vejo filme, saio…

Mariana

Uma música que transpira tesão em sua vida?

Eu amo “Crazy” do Aerosmith!

Para as pessoas que desejam ser modelo, há alguma dica que você gostaria de compartilhar com eles(as)?

Sempre pense sobre você, quem você é e qual a sua mensagem a ser transmitida através da fotografia. A nossa imagem traduz muito quem somos, então é importante cuidar muito bem dela. No mais, correr atrás porque isso dificilmente alguém vai fazer por você.

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Queria que todos conhecessem a pessoa que tem por trás das fotos e vídeos que vocês assistem. Para mim, mais vale um fã que me conhece (na medida do possível), do que alguém que só manda foguinho e fica aborrecido (a) quando não é respondido! Nós somos pessoas!

Deixe seu comentário

Posts relacionados