Subscribe Now
Trending News
Modelos

Layne: “É sobre lidar com nossos corpos reais, respeitar e amar”

Layne

Layne descobriu como amar de forma geniosa cada pedação do seu ser com emoções e simpatia. A cada novo dia descobre razões para valorizar cada curva com o mais solene carinho. 

Repleta de emoções, compartilhou conosco sua rotina como modelo. Além, é claro, de assumir porque esbanja tanto poder em sua essência. 

Layne

Para começar a nossa conversa, conte-me como surgiu a ideia de ser modelo e quais foram os caminhos que te levaram até onde está?

Então eu sempre curti a ideia de tirar fotos diferentes desde adolescente, fui “modelo” de agência padrão durante e sempre quis fazer isso quando adulta.

O que mudou na sua vida desde que assumiu esse trabalho?

Por enquanto nada, separo algumas coisas na minha vida.

Layne
Layne

Sobre criação e publicação de fotos nas redes sociais. Como é o seu processo criativo para bolar os seus conteúdos? Você se inspira em alguém, pesquisa algum tema ou recebe sugestões dos seus seguidores?

Bate na cabeça e só vai, não tem muito pensar as fotos ainda nem são tão profissionais como gostaria.

Ser modelo e compartilhar sua forma natural mexe com você? Que tipo de sensação o trabalho provoca na sua essência como pessoa?

Quando estou em crises, sinto que meu corpo não me pertence, mas quando estou bem me sinto enaltecida com as respostas positivas sobre ele.

Layne
Layne

Na sua concepção, o que é ser sensual? Como que você lida com a sua sensualidade?

Ser sensual é lidar com nossos corpos reais, respeitar e amar. Tem dias que amo e tem dias que não me amo e logo não sou sensual kkkkk.

Qual é a razão dos seus suspiros?

Não sei, mas ser amada é um deles.

Layne
Layne

Dentro dos seus ensaios você procura se mostrar de uma maneira mais artística, ou segue uma forma mais espontânea, deixando fluir naturalmente?

Deixo fluir

Seus ensaios podem ser considerados uma forma de expressão artística?

Claro, a fotografia é uma arte.

Layne

Família, amizades e relacionamentos amorosos, como que é a relação deles com o seu trabalho?

Meus pais não usam redes sociais e é o que considero família, a parentada fala um pouco as vezes, mas nem ligo, afinal sou adulta e quem paga minhas contas sou eu mesma.

Meu noivo é tudo de bom, me ajuda as vezes com as fotos e me apoia sempre me chamando de grande gostosa haha, os amigos apoiam também e muitas vezes falam pra começar a vender pack, mas não sei ainda sobre.

Já sofreu algum tipo de preconceito por conta de suas fotos?

Não.

Layne

Você acredita que em pleno século XXI, com a expansão da comunicação, redes sociais e as plataformas de relacionamento, expor a sensualidade e as formas naturais do corpo ainda é um tabu na cabeça do brasileiro?

Claro que é, só que ao mesmo tempo que artistas fazem isso uma mulher que venha do anonimato como eu ainda é visto pela família tradicional ainda é de forma pejorativa.

Trabalhar e lidar com as pessoas não é tarefa fácil em nenhuma profissão. Você geralmente tem jogo de cintura para lidar com gente “desagradável”? Qual o tipo de atitude que você toma quando uma pessoa está começando a se tornar inconveniente?

Eu sou muito objetiva e não sou de ficar dando abertura para as pessoas, então corto muito quando acontece algo fora da curva nesse âmbito.

Ligado a pergunta anterior, o contato e a exposição pessoal podem se tornar estafante? Como que você lida com o estresse e a ansiedade? Faz algum tipo de terapia ou alguma outra atividade para relaxar?

Pode sim, eu ainda não tive experiência com gente biluteteia das ideias então ainda não me consumiu isso. Mas faço terapia para tratar ansiedade e outros transtornos que tenho e faço dança do ventre.

Você enfrenta ou já enfrentou dilemas na sua vida? Se já enfrentou ou enfrenta, como é que você lida com isso?

A minha aceitação, pois durante esses anos tive um sobrepeso muito grande e isso me atrapalhou demais a me enxergar como um todo, mas tenho trabalhado muito para que isso melhore e as fotos têm ajudado.

Qual é sua ligação com seus seguidores? Eles são atenciosos?

Ainda não cheguei num número tão alto de seguidores pelas fotos, mas os que tem são sempre bem simpáticos, elogiam e eu agradeço.

O que você não tolera presenciar trabalhando nesse meio?

Confundir as coisas.

Layne

Existem pessoas que te inspiram para você fazer o seu trabalho?

Sim, Bettie Page, Radeo e a Mel que eram suicide girls anos atrás.

Você consegue ter um momento que é só seu? O que gosta de fazer nas horas vagas?

Consigo, gosto de fotografar e fotografar coisas e pessoas tenho um IG meio backup pra essas fotos que é o @fotodafogonababilayne.

Cozinho, gosto de sair, de passar um tempo com meu noivo que moramos juntos, mas é legal ter nossos momentos.

Uma música que transpira tesão em sua vida?

São tantas, mas vou corrigir isso e não tesão por tesão, mas tesão pela vida é Start Today do Gorilla Biscuits, banda de hardcore straight edge que amo muito.

Para as pessoas que desejam ser modelo, há alguma dica que você gostaria de compartilhar com eles(as)?

Só vai! rs’.

Chegou a hora! Abra seu coração e deixe um recado para nossos leitores e seus fãs.

Agradeço o convite de estar aqui dando essa entrevista, respeita as minas e continuem incentivando nossos trampos.

Deixe seu comentário

Posts relacionados